quarta-feira, 26 de dezembro de 2018

Lixo na Praia de Madre de Deus Causa Polêmica e Chama a Atenção de Turistas e Moradores Locais

A sujeira na Praia de Madre de Deus chamou a atenção de turistas e moradores que estiveram no local, nesta terça-feira (25) pois, os mesmos registraram imagens da situação da Praia durante o feriado de natal. Com uma grande faixa de areia, a praia encanta pelo visual,com água mais clara e uma área de Lazer em suas proximidades mas, com o aumento do número de frequentadores, um problema surgiu: o a cúmulo de lixo!. Internautas compartilharam as imagens em grupos de Whatsapp e reclamaram da falta de consciência de alguns banhistas. Na praia, não é difícil encontrar banhistas jogando latas de cerveja no mar.
As praias sofrem com a poluição que, muitas das vezes, é causada pelos próprios frequentadores. É possível encontrar todo tipo de lixo; Desde latas, garrafas, copos, cocos, papel, sacos plásticos e tampas; Além da poluição gerada pela empresa petrolífera.
Na região que fica perto de manguezais, o problema é mais preocupante pois, a maré sobe e acaba levando para dentro da água e dos mangues todo o lixo acumulado na areia.
A prefeitura de Madre de Deus informou que a administração trabalha com o serviço de educação e denúncia através da Superintendência de Controle e Ordenamento do Uso do Solo do Município (SUCOM). O trabalho já é feito durante todo o ano e a coleta é realizada todos os dias mas, para a responsável pela SUCOM, Katia Carmelo, o alerta também é válido para os frequentadores que, precisam colaborar recolhendo o próprio lixo.
“Esse é um problema recorrente em todas as orlas (do Brasil). Infelizmente nem todos tem consciência”, lamentou. De acordo com Katia, os panfletos educativos estão sendo confeccionados. Ela também ressaltou os riscos de churrasqueiras na areia da praia, reforçando que é terminantemente proibido. Segundo ela, a Petrobras informou que existem tubovias com materiais inflamáveis na praia, apontou ainda que os riscos são altos.
Matéria: João Santos
Na Virada do Ano Não Foi Diferente
No começo desse ano, exatamente dia 02 de Janeiro de 2018, um dia após a festa de Réveillon, uma visitante enviou-nos um áudio através do nosso grupo de whatsapp, grupo esse voltado à preservação ambiental, onde essa visitante contava todo o seu desabafo e de como estava a situação da praia com a tamanha quantidade de lixo deixada por visitantes de municípios vizinhos. Segue o áudio abaixo e algumas fotografias de como se encontrava a praia de Madre de Deus no dia 02 de Janeiro de 2018.

domingo, 23 de dezembro de 2018

Sem Ganhar Cesta de Natal, Família Carente do Distrito de Mangabeira, em Candeias, Recebe Doações.

Quem mora na sede do município de Candeias está longe de conhecer a realidade enfrentada por muitas famílias que vivem à fora; é o caso de uma família que vive às margens do Rio Joanes, em Candeias, num povoado conhecido como "Mangabeira"; povoado mui belo e que fica às margens da BR 324 bem distante da sede de Candeias mas, que esconde uma dura realidade onde muitos não conhecem, que é o abandono, tanto por parte de muitos inclusive, do poder público. Dona Maria Roquelina é uma moradora que reside num casebre construído de barro juntamente com filhos e netos, em Mangabeira, que são aproximadamente 13 pessoas onde, a família vem enfrentando diversos problemas econômicos e alguns deles afirmaram para nós que se sentem desamparados e esquecidos pelos governantes de candeias e que também enfrenta diversos problemas de saúde. Hoje, 22 de Dezembro de 2018, D. Roquelina sentiu-se emocionada ao receber a visita de Ricardo Machado, um morador do bairro Santo Antonio, em Candeias, que foi ao local  acompanhado de mais dois amigos com o objetivo de ajudar a família com doações, como: alimentos, roupas, remédios e brinquedos. Gilmar Sampaio, que é coordenador na empresa MKS, e Paulo, que atua como Engenheiro na mesma empresa, ambos sentiram-se comovidos com a situação da família e resolveram ajudar com donativos. Ricardo afirma que já vinha ajudando a família com frequência e que não pretende deixar de ajudar contando também com a ajuda de Gilmar Sampaio e,vem convocando a todos aqueles que puderem colaborar na doação de roupas, remédios e alimentos ou até mesmo utensílios do lar; a doação de cada um será de grande préstimo. A família afirma que, dificilmente aparece algum órgão da prefeitura para ajudar aos necessitados dessa região e que em épocas de política, candidatos a vereadores e prefeitos aparecem no local pedindo votos mas, quando eleitos, desaparecem e, passam todo o mandado sem prestar auxílio ao povoado.

sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Em Candeias, A Prainha é o Destino Mais Badalado Em Todas As Estações

De inverno a verão, moradores e turistas que desejam conhecer uma praia sossegada, bonita e de águas cristalinas, já sabem qual destino irão tomar. Há mais ou menso 15 km da sede do município de Candeias, próxima ao Porto da Ford, está localizada a Prainha da Boca do Rio, conhecida por muitos como " Prainha de Aratu", um local bastante reservado e, para quem deseja conhecer esse pedacinho de paraíso, necessário é tomar um transporte marítimo até chegar na Praia. Para quem se desloca de Candeias, deve chegar até o distrito de Caboto e, chegando no fim de linha do distrito, será necessário o fretamento de uma embarcação que, irá transportar no máximo 5 ou 6 pessoas, num percurso de 5 km por água até chegar na Prainha e, quem vem de Salvador por terra também deve seguir o mesmo destino, o distrito de Caboto. A Prainha de Aratu é um local que não recebe nenhum tipo de assistência do poder público da cidade de Candeias, portanto, cada um que frequenta a praia deve seguir os procedimentos de preservação do local, não descartando sacolas plásticas, latinhas, garrafas ou qualquer outro tipo de lixo e, ao invés de deixar o lixo na Prainha, necessário é juntar todo o lixo produzido durante o dia e descartar numa lixeira de uma cidade mais próxima e agindo assim, a natureza agradece e nós também.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

Moradores do Bairro do Malembá, em Candeias, Temem Nova Derrubada de Árvores Por Parte da Prefeitura

Os moradores do Conjunto Santa Cruz no bairro Malembá, em Candeias, temem uma nova derrubada de vegetação por parte do poder público de Candeias e nos procurou para fazer uma matéria a respeito dessas árvores que foram plantadas pelo morador Genilson, que também reside no local, onde essas plantações beneficiaram aos amoradores que residem nas proximidades da quadra de Futebol, e até mesmo pessoas de locais mais distantes que vem aproveitar a sombra das árvores para descansar, jogar dominó e até mesmo rodas de capoeira que acontecem aqui. Pessoas insatisfeitas com o desmatamento em Candeias já planejam criar abaixo assinado exigindo à prefeitura que entre com um processo compensação ambiental para que venha suprir as outras árvores que foram derrubadas, a exemplo das árvores dos bairros de Nova Candeias, Caboto, Malembá, Sarandi, Caroba, e outros bairros que sofreram o processo desmatamento por parte do poder público municipal na administração do Prefeito Dr. Pitágoras.

Escada do Malembá - Moradores do Bairro Reclamam de Total Abandono

Há meses atrás, após a Prefeitura de Candeias ter dado inicio a uma reforma nas escadarias conhecida como " Escada do Malembá", moradores reclamam do abandono que sofre o local. Quem mora próximo às escadarias, reclamam de animais peçonhentos que circulam nas proximidades das casas devido ao crescimento da vegetação que acaba causando incômodos e oferecendo riscos à saúde da população e, sem contar com um esgoto que passa ao lado da escada; esgoto esse que tem sido responsável pelos alagamentos da Rua Getúlio Vargas em dias de chuvas fortes. Quem mora próximo à escada do Malembá, ou até mesmo que passa pelo local, afirmam ter visto várias vezes cobra coral e ratos circulando de um lado a outro. A escadaria do bairro do Malembá, desde a sua construção, nunca passou por um processo de restauração, mesmo na gestão política passada, havendo quatro vereadores no bairro, o local sempre sofreu o descaso e o abandono; mesmo com a atual reforma que deu-se início há meses atrás, moradores reclamam do processo de restauração por está sendo como um processo bastante vagaroso onde, o material colocado pela empresa que presta serviços à prefeitura está sendo um material de péssima qualidade colaborando assim para uma breve degradação após o seu término. Há algumas semanas atrás, dois moradores da cidade gravaram um vídeo pedindo explicações à secretaria de serviços públicos de Candeias, porém, nada até o momento foi feito e, as atividades continuam paradas. Segue as fotografias enviadas por um morador do bairro:
 

domingo, 9 de dezembro de 2018

Praia dos Frades Ganha Selo de Qualidade internacional

Ponta de Nossa Senhora é uma das praias que faz parte da famosa ilha dos Frades, e uma das ilhas que compõe o roteiros turísticos da baía de todos os santos. Com suas águas límpidas e transparentes, a ilha tem atraído a presença de diversos turistas de várias partes do mundo por ser provida de belezas naturais e havendo também na ilha uma grande reserva de mata atlântica que serve como trilhas que dá acesso a outras praias da ilha.
A concessão do selo se dá após avaliações de requisitos de qualidade socioambiental, como segurança, qualidade da água, gestão e educação ambiental. Já foram distribuídos mais de 4.600 selos em todo o planeta, sendo 3.500 somente para praias, marinas e embarcações turísticas e apenas dez delas no Brasil, entre cinco localidades contempladas. São elas Prainha (RJ), Tombo (Guarujá-SP), Governador Celso Ramos (SC) e uma praia fluvial em Florianópolis (SC). A Ilha dos Frades terá o selo renovado pela terceira vez.
 Integrante do território de Salvador, a Ponta de Nossa Senhora faz parte de uma Área de Proteção Cultural e Paisagística (APCP) e, desde 1982, é Reserva Ecológica. Tem belezas naturais preservadas por força da ação do projeto Baía Viva, além da supervisão da Secretaria da Cidade Sustentável e Inovação (Secis), que estuda a implantação de um parque natural na região.
 Outras praias da capital baiana estão na mira da FEE e são preparadas pelo município para receber a certificação. Ipitanga, Praia do Flamengo e Stella Maris integram o macroprojeto de infraestrutura que está requalificando toda a orla da cidade.
Entre os monumentos históricos da ilha, destacam-se as ruínas da Igreja de Nossa Senhora de Guadalupe, construída no século XVII; a Igreja Nossa Senhora do Loreto erguida no século XVIII; a Igreja Nossa Senhora do Bom Parto, o Farol da Ilha dos Frades, as ruínas de um lazareto e armazém de quarentena de escravos. Entre as praias famosas, além da de Ponta de Nossa Senhora de Guadalupe, são as de Loreto, de Panamana, do Tobar e da Viração.

A Praia Já Havia Recebido Selo de Qualidade em 2016
No ano de 2016, a mesma praia fez parte do rol das melhores praias do mundo e, essa classificação se deve ao recebimento do selo Bandeira Azul, emitido para a localidade pela Fundation for Environmental Education (FEE), instituição internacional sem fins lucrativos.
A atração turística, primeira do Norte e do Nordeste do Brasil a receber o título, passou por uma série de avaliações para o processo de certificação.
Entre os temas avaliados, quatro se destacam, segundo a coordenadora do Programa Bandeira Azul no Brasil e representante do Instituto Ambientes em Redes (parceiro da FEE), Leana Bernardes.
Educação ambiental, segurança, equipamentos e gestão ambiental foram pontos avaliados pelos técnicos da entidade, segundo ela. Ao todo, foram dois anos de análises feitas pela instituição.

segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

Chuva Forte Causa Transtornos Aos Moradores de Candeias

O mês de Dezembro entrou causando medo e deixando estragos nas ruas e casas de Candeias. A Forte chuva que vem caindo nesses últimos dias tem preocupado aos moradores do município de Candeias, principalmente, os moradores da localidade de Areias, na rua Getúlio Vergas, que vem há anos sofrendo o descaso do poder público onde, fortes chuvas tem tirado o sono dos moradores dessa localidade; um descaso de muitos anos o qual nenhuma gestão criou interesses em resolver o problema, não somente dessa rua mas, de diversas outras que vem sofrendo o tormento causado pelas fortes chuvas.
A secretaria de serviços públicos vendo acionada com frequência mas, os problemas persistem e a população de Candeias dorme em meios aos problemas de saneamento básico onde o povo anseia por melhorias no município.

quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Franciscanos Reclamam de Mau Cheiro Causado Por Refinaria

Moradores reclamaram do mau cheiro causado pela refinaria Landulpho Alves (RLAM), localizada em São Francisco do Conde, na Região Metropolitana de Salvador, e se dizem preocupados com a situação. Internautas do município usaram a web para se manifestar sobre o problema na noite desta terça-feira (20).
De acordo com a população, o odor começou por volta das 20h e afetou diversos bairros da cidade de forma intensa.
Áudios que questionavam os riscos a saúde se espalharam rapidamente pela web, gerando pânico entre moradores.
A população da região reclama com frequência que a RLAM costuma lançar gases tóxicos no ar durante  a noite. Quem vive na localidade reclama do cheiro forte (poluição ambiental) e do barulho.
Essa não é a primeira vez que moradores usam as redes sociais para apontar a situação de risco em que vivem. Apesar disso, a companhia sempre que é acionada ressalta que ‘a operação na refinaria atende a todas as normas de segurança previstas em legislação’. No entanto, conforme relatos, o mal-estar sentido há anos tem causado problemas de saúde na população. Com informações do BM.
Redação: Tia Cândia

quarta-feira, 3 de outubro de 2018

Alunos Sofrem Com o Abandono nas Escolas Municipais de Passagem dos Teixeira


Alunos da Escola Municipal Ivonice Costa Sotero localizada em Passagem dos Teixeiras em Candeias-Ba, realizaram uma manifestação, nesta quarta-feira (03/10), para reclamar da falta de estrutura da unidade ensino.
Com cartazes os estudantes permaneceram em frente a Escola, Segundo eles, está faltando merenda, cozinheira e professores de algumas disciplinas. Nosso repórter Alessandro Melo entrevistou a aluna Ana Clara que ressaltou sobre o total descaso público com a instituição; quadra-esportiva abandonada, faltando cadeiras, estrutura escolar precisando de uma reforma com urgência.
Ainda Segundo os alunos a escola já foi assaltada duas vezes.
” Quando chove molha tudo, falta de professores, falta de diretora é um total descaso com o cidadão”. destacou o entrevistado.
Também chamaram a atenção do prefeito Pitágoras Alves da Silva, o secretário de educação e vereadores do município.
Fonte: TV Fala Simões Filho

sexta-feira, 14 de setembro de 2018

Em Candeias, árvore é derrubada após uma escavação que ocorria em reforma de praça

Uma escavação que acontecia na reforma da praça Milton Bulcão, no bairro do Malembá, em Candeias, nessa quinta feira (13), provocou a queda de uma árvore que estava no meio da praça que, caindo sobre a rede elétrica, a árvore atingiu ainda uma moto, que por pouco não atingiu o proprietário do veículo. Ninguém ficou ferido com a queda da árvore e, de imediato, um dos órgãos que presta serviços à prefeitura da cidade foi acionado que, em seguida, a árvore foi retirada aos pedaços do local, e em seguida, removeram a moto que ficou por baixo dos galhos. O dono do veículo conhecido como Patrick, que é morador do bairro, relatou para os curiosos que se aproximaram no momento da queda da árvore que, por pouco, não foi atingido pela árvore, onde também testemunhas que presenciaram a queda relataram que a árvore tinha caído pela raíz, ou seja, o local onde estava a árvore foi escavado de tal forma que provocou a queda da árvore. O veículo de Patrick foi recolhido a mando do poder público e levado a uma loja para os reparos necessários aqui mesmo na cidade.
Na imagem, o veículo que ficou preso com a queda da árvore

domingo, 2 de setembro de 2018

Explosão em Garagem Deixa Vítima Com 95% do Corpo Queimado em Candeias

Uma explosão dentro de uma garagem, nas proximidades da antiga Usina de Biodiesel da Petrobras, em Candeias, deixou pelo menos duas pessoas feridas na noite de ontem (1º). Um deles, teve 95% do corpo queimado e deu entrada no Hospital Geral do Estado, em Salvador.
A explosão teria sido causada por carretas estacionadas na garagem que pegaram fogo. De acordo com o Corpo de Bombeiros Militar, ao menos três caminhões e um carro de passeio tinham sido destruídos pelas chamas.
Ainda de acordo com o CBM, três viaturas  trabalharam no local e, por volta das 22h, bombeiros controlaram o fogo.

quinta-feira, 23 de agosto de 2018

2 Meses Após o Derramamento de Óleo No Rio São Paulinho, em Candeias...

 Nesse mês de Agosto, exatamente no dia 08, completa-se dois meses que um desastre ambiental mudou a rotina dos pescadores e marisqueiros que exploram o rio São Paulo, em Candeias. Uma linha de produção que fazia a transferência de água oleosa entre a estação Pedra Branca e o Parque São Paulo rompeu-se, numa área de pesca conhecida como Balsa, em Pitinga, por onde passa o rio, onde causou danos à flora, deixando centenas de pescadores da região de Candeias sem a pratica das atividades pesqueiras. No dia 10/06/2018, dois dias após o fato, a Petrobras informou que o vazamento ocorreu de um metro cúbico de água oleosa e, que imediatamente a companhia interrompeu a produção da linha e iniciou-se a limpeza da área.  As fotografias mostram como ainda se encontra o local mesmo após dois meses que aconteceu o desastre ambiental. Na época, a prefeitura de Candeias informou que multou a Petrobras em R$ 5 milhões porque o vazamento de óleo bruto constatado em um duto da empresa no município acarretou na contaminação do Rio São Paulo.

quarta-feira, 1 de agosto de 2018

Novo Terminal da Braskem - Moradores de Candeias Voltam a Reclamar de Projeto Que Ameaça o Meio Ambiente

Moradores da sede da cidade e da localidade conhecida como "Prainha", em Candeias, denunciam que a Braskem, voltou a assediar a prefeitura de Candeias e a Câmara de Vereadores com o intuito de mais uma vez alterar a legislação ambiental que preserva o balneário. Não é a primeira vez que a Braskem, empresa do Grupo Odebrecht, tenta em vão implantar um terminal na região, mesmo após a sucessão de escândalos que colocou o grupo empresarial no centro dos noticiários jurídicos e policiais.
Derrotada em ações judiciais na esfera estadual, a Braskem, através do governo do estado, tenta no Supremo Tribunal Federal (STF) derrubar uma lei municipal de proteção da área. A ação, que tem como autor o governo da Bahia, já sob o comando de Rui Costa (PT), foi apresentada ao STF em setembro de 2016. O governador pede que o Supremo considere inconstitucional parte da lei de 2015 de Candeias. A norma impede a implantação de um terminal da Braskem no balneário também conhecido como Prainha da Boca do Rio.
 A Braskem já tentou anteriormente envolver o prefeito Dr. Pitágoras na revogação da norma legal, tendo sido rechaçada pelo mandatário. Fonte: Bahia Notícias 

Saiba Mais
A Prainha da Boca do Rio, conhecida por muitos como "Prainha de Aratu". é uma área de proteção ambiental e já incorporada ao contexto cultural e de lazer da região de Candeias, e a ação do Governador Rui Costa em conceder o privilégio à empresa para construir um novo terminal na praia; Há suspeitas de que o projeto nada mais é de que um acerto do Governador com a subsidiária da Odebrecht (Braskem), como diz a fonte do site Poder360 , a prática do projeto também tenta seduzir o prefeito e vereadores da cidade de Candeias, com o intuito de alterar o  PDDU (Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano) que considera a área da Prainha como área de preservação ambiental e, com a mudança do PDDU, a empresa estaria livre para instalar o novo terminal em área. Anos atrás, o governador Rui Costa (PT), tentou com uma ação no STF (Supremo Tribunal Federal) derrubar a lei do município de Candeias que atrapalha os planos da Braskem (braço petroquímico da Odebrecht) de erguer um porto privado nesta área da prainha que é considerada como área de proteção ambiental.
Nota-se que a mudança do PDDU poderia ser comparada a uma organização criminosa sendo que, há provas suficientes de que o governador recebeu dinheiro da subsidiária da Odebrecht com o objetivo de lutar com todas as forças para conceder o espaço da Prainha para a Braskem construir o Terminal.
Em 17 de Junho de 2016, a votação do projeto enviado pelo Poder Executivo municipal que alterava o Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano foi suspensa pela Câmara de Vereadores de Candeias. Na época, o presidente da Câmara, vereador Gil Soares, confirmou a informação ao deputado estadual Marcell Moraes (PV), que buscava informações sobre o andamento do projeto.
Marcell achou "sensata" a decisão dos vereadores e voltou a criticar o posicionamento do prefeito de Candeias. "Estou satisfeito com a decisão tomada pela Câmara de Vereadores e impressionado com a falta de bom senso do prefeito da cidade, sargento Francisco. Querer mudar o PDDU, trazendo prejuízos para o meio ambiente, não pode ser considerada uma decisão coerente", afirmou.
A mudança no PDDU proposta pelo prefeito permite a ampliação da área industrial  para a Prainha, localizada na Baía de Todos-os-Santos, e que hoje é considerada uma área de proteção ambiental (APA). O deputado afirmou que apresentará denúncia ao Ministério Público contra  o prefeito por conta disso.
"Eu quero saber o que ele vai ganhar em troca para liberar a construção desse porto na Prainha? Pelo que consta, existe outra área onde é possível a construção do equipamento sem afetar o balneário, mas ele insiste em acabar com a proteção ambiental da área já incorporada ao contexto cultural e de lazer da região", questionou o parlamentar, que há algum tempo vem denunciando essa tentativa.
Num vídeo postado no youtube, um vazamento que ocorreu com o rompimento de uma das válvulas da tubulação que transporta Nafta, um produto que oferece muito risco à saúde humana, sendo que nesse dia, alguns dos moradores foram hospitalizados ao se sentirem mal com o odor exalado, vocês irão notar um pouco do perigo que a Braskem oferece aos moradores das regiões próximas, onde o poluição química é a cada dia mais agravante nessa região.

domingo, 10 de junho de 2018

Duto da Petrobras Rompe e Atinge o Rio São Paulinho, em Candeias.

 No dia 08/06/2018, sexta feira, final de tarde, uma linha de produção que fazia a transferência de água oleosa entre a estação Pedra Branca e o Parque São Paulo rompeu-se, numa área de pesca conhecida como Balsa, em Pitinga, foi onde o óleo acabou se espalhando nas águas e degradando parte da fauna existente nas margens do rio. A Petrobras só teve conhecimento do ocorrido no dia seguinte através de denúncias por parte dos moradores da localidade de Passé, distrito de Candeias, e que fica próximo ao São Paulinho, moradores esses que utilizam com frequência a área nas atividades pesqueiras. De acordo com a SINDAE-BA, diretores do Sindipetro Bahia, Gilson Sampaio, Jairo Batista e João Marcos foram ao local do vazamento e culparam a atual gestão da Petrobrás pelo acidente. Na área afetada o serviço era em regime de turno ininterrupto (24 horas) com operadores próprios. Após o desligamento em massa desses trabalhadores, a unidade passou a ser operada por empresas terceirizadas em regime de sobreaviso de 12 horas. Com isso, houve a redução e precarização da mão de obra e problemas na manutenção dos dutos.
Em site, a Petrobras informou que o vazamento ocorreu de um metro cúbico de água oleosa em um duto, na região, e que imediatamente a companhia interrompeu a produção da linha e iniciou-se a limpeza da área. Equipes de monitoramento ambiental se deslocaram de imediato para analisar o ocorrido, e em seguida, solicitou a limpeza do rio, onde bóias de contenção de óleo foram colocadas no local do desastre para que, assim, fosse evitado de o óleo se espalhar para as regiões vizinhas, porém, a grande preocupação dos moradores das cidades vizinhas é de toda essa contaminação seguir para as suas cidades com o movimento de vazante e enchente da maré.  Na segunda feira, dia 11, houve um protesto por parte de moradores da ilha de Maré e do distrito de Passé reivindicando providência pelo desastre e pelas famílias que vivem da pesca, e que estavam inconformados com o acontecido no São Paulinho, onde a contaminação provocou desequilíbrio ao meio ambiente, interrompendo as atividades pesqueiras na região.
A prefeitura de Candeias, na região metropolitana de Salvador, informou nesta segunda-feira (11) que multou a Petrobras em R$ 5 milhões porque o vazamento de óleo bruto constatado em um duto da empresa no município acarretou na contaminação do Rio São Paulo.

Duto da Petrobras Que Fazia Transferência de Produto Rompe e Degrada o Rio São Paulinho Na Região de Candeias

O rompimento de um duto acabou provocando um enorme vazamento de-óleo-na região de Pitinga, em Candeias, na manhã de hoje, 9 de Junho de 2018, contaminando assim as águas do Rio São Paulinho e deixando um grande rastro de degradação na fauna existente ao redor do-rio. Até o final da tarde de hoje, nenhuma espécie de animal ou crustáceo foi encontrado morto, mas, os prejuízos ambientais são nitidamente vistos nas águas e nos manguezais. Numa nota publicada em site, a Petrobras informou que, o vazamento ocorreu de um metro cúbico-de--água-oleosa em um duto na região, e que mediatamente a companhia interrompeu a produção da linha, e iniciou a limpeza da área. Equipes de monitoramento ambiental se deslocaram de imediato para analisar o ocorrido, e em seguida, solicitou a limpeza do rio, onde bóias de contenção de óleo foram colocadas no local do desastre, para que assim, fosse evitado de o óleo se espalhar para as regiões-vizinhas-. O Rio São Paulinho é um rico ecossistema que serve como-berçário-para várias espécies marinhas e crustáceos, mas, a contaminação que esse rio vem sofrendo ao longo do tempo vem deixando moradores da cidade e das ilhas próximas bastantes preocupados, pois, para eles, o pescado é uma grande fonte de renda e de alimento para muitas famílias da região, e que dependem da pesca. "inúmeras vezes assistimos a desastres ambientais nesse rio" afirmou um dos pescadores que presenciou o acontecido, e disse que teme as agressões ao São Paulinho, que acontecem com frequência, moradores locais mostram-se preocupados com o futuro da vida marinha que se reproduzem nos manguezais da região, e temem que essas espécies entrem em extinção, devido ao grande fluxo da contaminação oriunda da Petrobras e de outras indústrias que margeiam essa localidade por muitos anos.